Mais uma de Pinto do Monteiro

Certa feita, cantando com João Furiba para uma pequena platéia na qual havia um soldado, Furiba, depois de improvisar várias estrofes elogiando o praça, recebeu em troca uma paga muito pequena e assim terminou:


Sei que perdi o meu tempo
Em querer lhe elogiar.

Pinto continuou:


Forçar eu não vou forçar
Porque a força é pequena,
Matá-lo também não posso
Que a Justiça condena,
Mas Lampião ter morrido
Oh! Coisa pra fazer pena!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s